Patrocínio:



Apoio:

SUS Ministério da Saúde SBN SBC DHA anad





Vida Saudável - Atualidades




Você sabia que aumentar o consumo de frutas e vegetais diminui a pressão arterial?

Nutricionista: Marcia Gowdak
Diretora do Departamento de Nutrição da SBH

Há cerca de 20 anos, os cientistas descobriram que aumentar o consumo de alimentos que são fontes naturais de potássio pode ajudar a controlar os níveis de pressão arterial. Desta forma, o consumo de frutas e vegetais, naturalmente ricos em potássio, está associado à diminuição da pressão arterial. É importante lembrar que esses alimentos não são apenas fontes de potássio, mas fornecem também outros nutrientes, tais como o magnésio, cálcio, além da fibra alimentar. Esses outros nutrientes também são importantes reguladores da pressão arterial, razão pela qual o potássio pode não ser a única explicação desse efeito. Os cientistas também descobriram que o impacto do aumento a ingestão das frutas e vegetais no dia a dia é ainda maior se esse fizer parte de uma alimentação equilibrada, rica em grãos e cereais integrais e pobre em gordura saturada. Esses achados foram importantes porque mostraram que a diminuição do consumo de sódio na alimentação não é a única forma de prevenção e controle da hipertensão.

Adicionalmente, avaliar o quanto consumimos de potássio por dia é uma das formas de checar a qualidade da nossa alimentação. A recomendação diária de consumo desse mineral é de 4.700mg, segundo o Institute of Medicine (2004). Infelizmente, o consumo médio diário de potássio no Brasil é bem abaixo do recomendado, cerca de 2.390mg, segundo a pesquisa de orçamento familiar (POF) de 2008/2009. Para alcançar o consumo recomendado de potássio é necessário comer diariamente, pelo menos, 3 porções de frutas, 4 a 5 porções de vegetais e 3 copos ou porções de leite ou derivados.

Veja na tabela abaixo alguns alimentos divididos pela quantidade de potássio que possuem.


Veja também:






Acesse o site da SBH no celular





A importância de cuidar de si
Destaque
Entrevista para Rede Vida com Dr. Francisco Habermann.