Patrocínio:



Apoio:

SUS Ministério da Saúde SBN SBC DHA anad





Notícias

O consumo de óleo de peixe em quantidades que podem ser obtidas a partir da alimentação é capaz de auxiliar na redução da pressão arterial


Os peixes representam a principal fonte alimentar dos ácidos graxos ômega 3: ácido eicosapentaenoico (EPA) e ácido docosahexaenoico (DHA). Apesar de vários estudos prévios terem observado que suplementos de óleo de peixe (na forma de cápsulas) são capazes de reduzir a pressão arterial, esses estudos em geral utilizaram doses elevadas de EPA + DHA (> 3g/dia), que dificilmente são alcançadas com a ingestão alimentar de peixes. Estima-se que 1 porção de peixe gorduroso contenha cerca de 0,9 g de EPA + DHA (os peixes com baixo teor de gordura contêm quantidades menores). Desta forma, através do consumo de peixes é possível ingerir 0,5 a 1,0g / dia de ácidos graxos ômega 3. A análise retrospectiva de um estudo realizado no Reino Unido envolvendo 312 adultos, avaliou os efeitos da ingestão de doses relativamente baixas de EPA + DHA (que podem ser alcançada através da dieta) sobre a pressão arterial. Os participantes consumiram óleo controle ou óleo de peixe fornecendo 0,7 ou 1,8 g EPA + DHA / dia, durante 8 semanas cada um. Os autores concluíram que em adultos com hipertensão sistólica isolada, a ingestão diária de EPA + DHA em doses tão baixas quanto 0,7g está associada com redução clinicamente significativa da pressão arterial, o que a nível populacional pode reduzir o risco de doença cardiovascular. Este artigo foi publicado em março de 2016 na revista The Journal of Nutrition. Resumo disponível: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26817716

indique para um amigoimprimir


Ultimas Notícias
Voltar
Acesse o site da SBH no celular





A importância de cuidar de si
Destaque
Entrevista para Rede Vida com Dr. Francisco Habermann.